Soneto da fidelidade

29 08 2009

De tudo, meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento.
Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento.
E assim, quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama
Eu possa me dizer do amor ( que tive ) :
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure.

Vinicius de Morais

Anúncios




Ícones do Design

29 08 2009

icones_do_design_na_igreja_de_s_vicente_coleccao_paulo_parra_destaqueA

Num aproveitamento de tempo livre, fui até à Igreja de São Vicente ver a exposiçã “Ícones do Design”, uma colecção de Paulo Parra e em exposição no referido local até dia 30 de Setembro.

Se puderem aproveitem para ver esta exposição.

Não querendo revelar muito, podemos encontrar desde alguns objectos que ainda nos recordamos da nossa infância até objectos e utensílios muito anteriores ao início da nossa existência. Vale a pena ver e fazer a comparação entre o passado, o presente e um futuro não muito próximo.

A não perder.





Considerações sobre o programa do PSD

29 08 2009

Confesso que ainda não tive oportunidade de ler o programa do PSD todo. No entanto, do que tenho ouvido resume-se tudo a uma frase: mais do mesmo”.

Para além das contradições que já apontei aqui noutro post, duas propostas saltam à vista:

– Definir prazos judiciais e atribuir um “bónus” aos juízes que os cumpram com maior eficiência.

– Abrir a segurança social aos privados.

Quanto à primeira, custa-me a crer que algúem tão preocupado com o futuro da Justiça em Portugal queira apressar os resultados da mesma. Em primeiro lugar, existem prazos processuais a cumprir, a fase do processo que mais demora é a fase do julgamento. Em segundo lugar, será que MFL tem mesmo consciência do que está a propor? Vejamos uma pequena concretização da sua proposta: Se actualmente já existem erros processuais, com o apressamento e a oferta do “docinho” para os juízes que se portem bem, o resultado será a tomada de decisões à pressa para receber o tal bónus. Decisões tomadas à pressa raramente dão bons resultados e esses resultados poderão, em última instância levar mesmo à prisão de inocentes devido a uma análise de elementos processuais feita à pressa.

Para além disso, será que a doutora Manuela não ouviu falar dos processos, sumário, sumaríssimo e abreviado? São processos criados específicamente para o efeito desejado pela dita senhora e penso que surtirão um efeito mais justo do que a sua proposta.

Quanto à segunda proposta já não me surpreende tanto. Embora seja igualmente chocante, não constitui uma surpresa. Agora o que não consigo perceber é qual o objectivo de tal medida. Será que os privados precisam mesmo do apoio da Segurança Social? Não irá esta medida originar um aproveitamento por parte destes com o único objectivo da obtenção de lucro? O que é feito do Estado Social previsto na Constituição da República Portuguesa?

Não deveria o estado proteger e ajudar os que mais precisam? Não é esse o objectivo da Segurança Social?

É certo que MFL defende menos Estado mas isto é reduzir a sua intervenção a zeros.

É este tipo de governação que os portugueses querem para Portugal? Com Justiça feita à pressa, com a intervenção dos privados em sectores primacialmente destinados ao serviço público?

Será mesmo este tipo de medidas que nos irão tirar da crise?





Conversa de café

28 08 2009

Dois homens falam sobre a chamada de Liedson para a Selecção Nacional e sobre o facto da selecção ter cada vez mais jogadores brasileiros que portugueses. Às tantas um deles afirma:

– “O Governo devia fazer alguma coisa sobre isto”.





Até dia 29

27 08 2009

AF cartaz_50x70

Programa disponível aqui





Só para desejar boa noite

26 08 2009




Quando parte um grande Deus leva mais dois ou três…

23 08 2009

moraisecastro_200

Morais e Castro

1939-2009