Sr. Presidente…

21 01 2012

ouvi atentamente o seu desabafo relativamente à sua parca pensão de 10.000€.

Já que tomou a iniciativa, permita-me que partilhe a minha experiência consigo.

Sou licenciada há quase um ano, estou inscrita numa Ordem que desrespeita quem quer ingressar na profissão e que não tem qualquer regulação por parte do Governo. Esta mesma Ordem, exige aos estagiários que paguem mais 1300% do que estava inicialmente previsto e que se calem, esperando pelos próximos devaneios do seu Bastonário.

Neste momento encontro-me a estagiar e, tal como muitos dos meus colegas, não aufiro qualquer remuneração mensal, sendo que estou a estagiar fora da minha terra natal.

Esta situação leva a que sejam os meus pais a sustentar-me, A pagar a renda da minha casa, a minha alimentação e as minhas despesas de saúde e transporte.

Tal como o senhor, o meu pai também recebe uma pensão que ronda um décimo da sua. A minha mãe ainda trabalha mas nunca auferiu um salário como o que o Sr. auferiu nos seus cargos no Banco de Portugal e na Fundação Calouste Gulbenkian.

Apesar disso, eles conseguem gerir tudo sem quaisquer fugas aos impostos, pensando sempre no melhor para os seus.

Dados os cortes que o Governo que tanto apoia faz dia após dia, esta gestão teve que sofrer alterações, levando a alguns cortes.

Não sei se o Sr. porventura passou por esta situação mas, no meu caso, com quase 25 anos, custa-me ver os meus pais ainda a sustentar-me, numa altura em que eles deveriam estar a gastar as suas poupanças com eles próprios.

 

Semana após semana sinto vergonha (sim Sr, Presidente, vergonha, algo que duvido que o Sr. tenha) de ter que lhes pedir dinheiro para me sustentar.

No ano passado surgiu uma pós-graduação que me ajudaria em muito na vida profissional que estou agora a iniciar. Apesar da sua importância abdiquei dela por entender que os meus pais não deverão suportar mais este custo.

Tenho procurado algumas alternativas para ganhar algum dinheiro que me permita pagar algumas das minhas despesas, mas a resposta ou não vem ou baseia-se em lugares comuns como a “qualificação a mais”.

Explique-me Sr. Presidente: como é que um argumento como estes pode servir para preterir alguém?

Hoje surgiu a notícia de mais um aumento nos transportes e do corte nos apoios aos jovens. Uma vez mais vou ter que pedir mais um esforço aos meus pais. Mais um esforço que eles vão ter que suportar nas suas despesas mensais. Uma vez mais a vergonha corrói-me.

Apesar de tudo isto, todos os dias me levanto para trabalhar, dou o meu melhor e tento aprender cada dia um pouco mais. Por respeito a quem me ensina e a quem me dá a possibilidade de continuar a investir no meu futuro profissional.

Apesar de tudo isto, sempre que posso, esforço-me por ajudar quem mais precisa.

Isto porque, mesmo nesta situação, ainda me sinto uma privilegiada pelas possibilidades que os meus pais me dão e entendo que devo ajudar quem está numa situação pior do que a minha.

Isto porque, trabalhei vários anos na área da Acção Social e me deparei com situações piores que a minha e que me ensinaram a respeitar as dificuldades dos outros.

Agora pergunto-lhe eu Sr Presidente: será que o Sr. não deveria ter um pouco mais de respeito pelas pessoas que confiaram em si quando o elegeram?

As suas declarações de ontem, para além de demonstrarem um total desconhecimento pelas dificuldades que a população do seu País atravessa, demonstram uma total falta de respeito pelas pessoas do seu País que enfrentam dificuldades suscitadas pela austeridade cerrada que o Governo insiste em impingir com o seu silêncio sempre presente.

Com toda a sinceridade: uma pessoa na sua posição não tem o direito de gozar assim com pessoas que chegam a ganhar 300€ de pensão.

Uma pessoa que na sua posição faz as declarações que faz, não merece o cargo para que foi eleita.

Por isso faça-nos um favor: DEMITA-SE, ou pelo menos continue a remeter-se ao silêncio, pois assim causa menos estragos!

 

 

Anúncios

Acções

Information

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




%d bloggers like this: